CVG-SP PASSA A ACEITAR RESSEGURADORAS LOCAIS EM SEU QUADRO ASSOCIATIVO

0
204

 

Em total sintonia com a evolução da indústria de resseguros’ o CVG-SP decidiu abrir espaço à entrada de empresas resseguradoras locais’ que operam em riscos pessoais’ em seu quadro associativo’ atualmente composto por 31 seguradoras beneméritas. Para o presidente do CVG-SP’ Dilmo Bantim Moreira’ a medida agregará valor à entidade e’ também’ às seguradoras e resseguradoras’ já que todas têm objetivos comuns. “Por meio do contato mais próximo’ inclusive nos eventos do CVG-SP’ haverá maior troca de informações e o estreitamento das relações profissionais entre as empresas”’ afirma.

A proposta de participação das resseguradoras foi apresentada pela atual gestão da entidade ao Conselho Consultivo’ solicitando o enquadramento dessas empresas no art. 4º do Estatuto Social. O pedido foi justificado pela “modificação ocorrida no ambiente securitário após a abertura do mercado ressegurador”. A iniciativa foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Consultivo’ em reunião realizada no dia 23 de abril’ no Café Girondino Restaurante’ em São Paulo (SP). 

Além do presidente do Conselho Consultivo’ Osmar Bertacini’ também participaram da reunião o secretário’ David Felipe Santiago de Souza’ e os conselheiros Paulo de Tarso Meinberg’ Oldemar de Souza Fernandes e Dilmo B. Moreira’ conselheiro e presidente da atual gestão. Ausentes da reunião’ os conselheiros Carlos Alberto F. Trindade Filho’ João Moreira da Silva e Maurício do Amaral’ se manifestaram favoráveis à aprovação por meio de resposta enviada por e-mail. 

Evolução

Atualmente’ de acordo com dados da Susep’ mais de cem resseguradoras atuam no mercado. São 14 locais’ 29 admitidas e 60 eventuais. No grupo das resseguradoras locais’ que respondem por 68% das operações do mercado’ 11 operam em riscos pessoais. Segundo informações da consultoria Siscorp divulgadas no início deste ano’ as resseguradoras locais arrecadaram em 2012 um valor estimado de R$ 3’9 bilhões’ crescimento de 21% em relação ao ano anterior.

Para o presidente do CVG-SP’ a experiência e a capacidade econômica das resseguradoras caminham no mesmo sentido evolutivo do mercado’ que por sua própria natureza’ está sempre em processo de adaptação às necessidades de seus consumidores. “Ambos estão em constante estado de atenção e sempre prontos para se adaptar às exigências emergentes”’ afirma Dilmo B. Moreira.

 

Portal Segs

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.