DEMANDA DO CONSUMIDOR POR CRÉDITO RECUA 5’5% EM AGOSTO

0
242

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito’ a quantidade de pessoas que buscou crédito recuou 5’5% em agosto/13 em relação ao mês imediatamente anterior. Na comparação com agosto do ano passado’ a queda foi de 3’3%. No acumulado do ano’ isto é’ de janeiro a agosto de 2013′ a demanda dos consumidores por crédito cresceu 4’7% frente ao período de janeiro a agosto de 2012. De acordo com os economistas da Serasa Experian’ a alta do dólar’ dos juros e o menor grau de confiança dos consumidores contribuíram negativamente para a demanda do consumidor por crédito no mês passado.

Análise por classe de renda pessoal mensal

Os consumidores de baixa renda exibiram as maiores quedas na busca por crédito no mês passado. Os que ganham até R$ 500 recuaram a sua demanda por crédito em 8’2% e os que recebem entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais reduziram a busca por crédito em 6’4%. Em seguida’ observaram-se recuos de 4’6% na demanda por crédito na faixa de R$ 1.000 a R$ 2.000 mensais e de 3’4% para aqueles que ganham entre R$ 2.000 e R$ 5.000 por mês. Os consumidores de mais alta renda – entre R$ 5.000 e R$ 10.000 mensais e aqueles com mais de R$ 10.000 mensais – reduziram as suas demandas por crédito em 2’2% e 1’8%’ respectivamente’ em agosto/13.

Apesar de terem demonstrado as maiores quedas em agosto’ os consumidores de menores rendimentos ainda lideram a expansão da demanda por crédito no acumulado do ano’ isto é’ de janeiro a agosto de 2013: crescimento de 11’7% para os consumidores que recebem até R$ 500 mensais e de 6’7% para aqueles que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 por mês. Para os consumidores com rendimentos mensais entre R$ 1.000 e R$ 2.000′ o aumento acumulado de janeiro a agosto de 2013 da demanda por crédito foi de 2’8% e’ para aqueles que ganham entre R$ 2.000 e R$ 5.000 por mês’ o crescimento foi de 0’4%.

Já os consumidores das camadas de rendas mais altas passaram a exibir queda em termos de demanda por crédito no acumulado do ano: recuo de 1’3% para os consumidores que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000 mensais e queda de 0’5% para aqueles que ganham mais de R$ 10.000 por mês.

Análise por região

As regiões Norte e Nordeste exibiram os maiores recuos na demanda por crédito em agosto: quedas de 9’5% no Nordeste e de 8’9% no Norte. No Sul’ a queda foi de 5’6% ao passo que no Sudeste e no Centro-Oeste os declínios foram de 3’7% e de 3’6%’ respectivamente.

Todavia’ no acumulado do ano’ isto é’ de janeiro a agosto de 2013′ as regiões Norte e Nordeste continuam registrando as maiores taxas de crescimento da demanda dos consumidores por crédito: altas de 14’6% no Norte e de 11’9% no Nordeste. No Sul’ a alta de janeiro a agosto totalizou 4’2%. A região Sudeste acumulou crescimento de 2’3% na demanda dos seus consumidores por crédito. O Centro-Oeste é a única região que passou a exibir queda na demanda do consumidor por crédito no acumulado do ano: recuo de 1’8% frente a janeiro a agosto de 2012.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.