FRAUDE EM SEGUROS: MELHOR PREVENIR PORQUE O REMÉDIO É CARO

0
251

*Por Marcelo Kekligian

 

A última pesquisa da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais’ Previdência Privada e Vida’ Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)’ realizada com 83% das seguradoras do país’ apontou que os casos de sinistros suspeitos’ fraudes detectadas e fraudes comprovadas somavam R$ 2’6 bilhões do total de negócios feitos pelo mercado segurador brasileiro em 2011. Calcula-se que os casos de fraude estão entre 10% e 15% do volume total de sinistros pagos’ ou até R$ 3’6 bilhões ao ano. Os ramos mais sensíveis são os seguros de automóveis’ vida’ saúde e patrimoniais. É inevitável dizer que todas as seguradoras têm o desafio de investir e criar soluções que possibilitem maior prevenção à fraude.

Com o objetivo de aumentar a prevenção e a detecção desse tipo de ocorrência’ a Serasa Experian apresenta o Hunter’ um sistema antifraude que sustenta um ciclo contínuo de prevenção’ detecção’ investigação e consequente melhoria das operações preditivas em seguros. O Hunter encontra-se em operação na Inglaterra desde 1993 e lá dobrou a detecção de fraudes’ reduzindo as perdas em até 90%. Hoje a ferramenta é utilizada em mais de 170 clientes presentes em 21 países’ incluindo o Brasil. 

A solução trabalha com sofisticados algoritmos para combinação de informações’ agregando inteligência ao processo de verificação de casos. Outro mérito do sistema é a geração de alertas indicativos de atividades potencialmente fraudulentas’ diante de dados que’ com a aplicação de métodos antifraude tradicionais’ não seriam detectadas. O Hunter é facilmente empregável e prova sua flexibilidade de integração junto a diversas plataformas’ com flexibilidade para ser utilizado em diferentes canais e produtos. A possibilidade de cruzamento de informações entre empresas que usam a ferramenta é um dos pontos fortes do Hunter: o compartilhamento garante capacidade de detecção potencializada.

Altamente recomendável para o segmento de seguros’ o Hunter está disponível para o mercado segurador do Reino Unido desde 2000′ onde gerencia uma base de 15 milhões de apólices. Nos últimos 12 meses conseguiu reconhecer 11 mil fraudes. A solução pode repetir os bons resultados no Brasil: estima-se que o mercado nacional de seguros de automóveis tenha quantidade similar de apólices. 

O conhecimento dos fatores que afetam o segmento’ bem como o know-how da Serasa Experian no combate a esse tipo de crime’ ajuda na eficiência junto às seguradoras’ que podem aplicar a ferramenta no momento da análise da proposta e na área de sinistros para evitar e detectar a fraude. Da mesma forma’ a utilização do Hunter nesses dois momentos proporciona a prevenção de riscos na cotação do seguro e a redução de despesas administrativas no processo de investigação.

O Hunter também prova eficiência nos setores de telecomunicação’ cartões de crédito’ automotivo e varejo. A comprovação dos benefícios da solução junto a bancos e financeiras’ por exemplo’ foi conferida por um estudo internacional recente’ que registrou aumento de 36% na capacidade preditiva de companhias do ramo.

O investimento em tecnologias antifraude diferenciadas como o Hunter se justificam duas vezes: além de prevenir prejuízos financeiros das seguradoras’ a alta performance na detecção e comprovação fortalece a imagem da empresa junto ao mercado e ganha seu respeito.

 

Marcelo Kekligian é presidente da unidade de negócios Decision Analytics da Serasa Experian.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.