LIBERTY SEGUROS LANÇA DICAS PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS EVITAREM PERDAS COM INCÊNDIOS

0
267

Um estudo mostra que problemas de instalação e má utilização de equipamentos estão entre as principais causas de incêndios e explosões em estabelecimentos comerciais.

A pesquisa foi feita pela seguradora Liberty Seguros’ que’ em 2008′ buscou se aproximar do cliente para saber que tipo de apoio ele precisava. Da conversa com diversos empreendedores’ a seguradora montou uma área para prevenir perdas. “Normalmente as seguradoras têm este setor para trabalhar com grandes clientes’ como siderúrgicas’ empresas de papel e celulose. O trabalho é mostrar os riscos e como evitá-los. O que a gente queria era dar orientação para pequenas e médias empresas”’ diz Luiz Carlos Paladino’ diretor de Seguros Patrimoniais Corporativos da Liberty Seguros.

Assim’ a Liberty criou um estudo de nicho’ incluindo 23 segmentos diferentes. O primeiro deles foi o de bares’ restaurantes e cozinhas industriais. A aproximação foi por meio de uma conversa com 5’3 mil estabelecimentos do ramo. E o resultado da pesquisa gerou em uma Cartilha de Prevenção de Riscos para PMEs (pequenas e médias empresas)’ elaborada com base na análise das informações técnicas do Grupo Liberty Mutual’ da Associação Americana de Proteção Contra Incêndio (National Fire Protection Association – NFPA) e do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

A cartilha pontua diversos itens para evitar o principal risco identificado: incêndio. A causa dos acidentes dessa natureza começa por instalações incorretas de gás’ instalações elétricas mal elaboradas e’ em alguns casos’ têm início em coifas que retêm muita gordura e precisam passar por um processo de limpeza mais eficaz pelo menos uma vez por ano.

O que agrava os riscos’ de acordo com Paladino’ é que “muitos negócios são instalados em antigas residências’ mas a instalação elétrica e o quadro de energia’ por exemplo’ continuam sendo estruturados para uma casa. A carga para os equipamentos industriais é muito maior e sobrecarrega facilmente o sistema”.

Outro erro comum que pode provocar incêndios é instalar o sistema de gás onde os botijões ficam (muitas vezes em cubículos vedados ou dentro da própria cozinha).

“Os botijões ou cilindros de gás devem ser abrigados em uma caixa de proteção ou cabines bem arejadas. Sua tubulação não deve passar por locais sem ventilação’ onde após o vazamento possa ocasionar o acúmulo de gás”’ afirma o diretor.

Outras dicas são:

• Certificar que todos os empregados tenham formação de segurança contra incêndios;

• Assinalar as saídas de emergência e mantê-las desobstruídas;

• Sinalização de segurança para indicar às pessoas/funcionários sobre os perigos existentes;

• Os sistemas de extinção (extintores e hidrantes) do restaurante devem estar de acordo com o regulamento de segurança contra incêndio do corpo de bombeiros.[2]

Algumas cartilhas como essa estão sendo preparadas para outros tipos de cobertura como roubo de valores’ roubo de bens’ responsabilidade civil (acidentes com frequentadores). A experiência brasileira observa a produção de outros países como as unidades da Venezuela e Cingapura e a matriz dos Estados Unidos’ que já possuem esse serviço.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.