UNIMED MIGRA DE ATENDIMENTO FRAGMENTADO À ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE

0
383

A Central Nacional Unimed e a Unimed do Brasil realizaram’ nos dias 18 e 19 de julho’ em São Paulo’ o Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva’ com quase 400 participantes das cooperativas da marca em todo o Brasil. Mohamad Akl’ presidente da CNU’ conclamou as 361 cooperativas a investir na prevenção à doença’ para oferecer mais qualidade de vida aos 19’5 milhões de clientes do Sistema Unimed. O foco da programação foi a atenção integral à saúde

“Temos que agir antes do acidente’ da crise e da doença”’ salientou Akl. A CNU tem feito sua lição de casa: o Programa de Gestão da Saúde (PGS) foi responsável’ em 2012′ por quase 70 mil orientações telefônicas’ por 3.650 visitas presenciais e enviou 43.663 mensagens por celular com dicas de saúde para os beneficiários da operadora.

O presidente enfatizou que a prevenção é mais humana’ aumenta o conforto dos beneficiários de doenças crônicas e economiza recursos financeiros. Foi o que ocorreu’ por exemplo’ nas ações para pacientes da operadora com doenças cardiovasculares’ que reduziram os custos de atendimento em 23%’ no ano passado. Akl apoiou o engajamento das Unimeds na mudança da medicina preventiva’ processo em curso na marca’ relatado por Eudes de Freitas Aquino’ presidente da Unimed do Brasil. 

Aquino contou que o Comitê de Atenção Integral à Saúde (CAS) da Unimed do Brasil’ criado em 2011′ desenvolve padrões para modificar o modelo de saúde hospitalocêntrico (baseado em atendimento hospitalar)’ com cuidados fragmentados e maioria das consultas por especialistas.

Destacou que as cooperativas Unimed terão como prioridade’ cada vez’ a atenção integral à saúde’ tendência mundial da medicina pública e privada.

O vice-presidente da Central Nacional Unimed’ Humberto Jorge Isaac’ acrescentou que medicina preventiva de qualidade não é sinônimo de investimentos elevados. “Na CNU’ usamos ferramentas tecnológicas de baixo custo’ como torpedos por celular’  e-mails informativos e’ a partir de agora’ um game com dicas de qualidade de vida”’ observou.

O seminário teve três palestras internacionais. Uma delas abordou inovações no tratamento do câncer. Wadih Arap e Renata Pasqulini’ pesquisadores brasileiros da Universidade do Texas MD Anderson Cancer Center’ apresentaram técnica inovadora de tratamentos oncológicos pelo ‘endereçamento’ de medicamentos’ para espécies de códigos de endereçamento postal (CEP) do sistema vascular’ matando de inanição os tumores’ sem afetar áreas sadias do organismo.

Michael Simpkins’ consultor e gerente de Projetos do National Health Service (NHS)’ sistema público de saúde do Reino Unido’ expôs o sucesso das parcerias público-privadas para melhorar a rede hospitalar de atenção integral à saúde daquele país.  As PPPs resultaram em 313 prédios com 820 mil metros quadrados para atenção básica à saúde. Em 14 anos’ esses investimentos totalizaram 2’5 bilhões de libras esterlinas (cerca de R$ 8’5 bilhões).

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.