Área de grandes riscos da MAPFRE cresce 32% e anuncia mudanças em sua estrutura

0
21

Mesmo diante de um cenário desafiador, a área de Grandes riscos da MAPFRE fechou 2020 com um crescimento de 32% na emissão de prêmios. Os segmentos de Danos à Propriedade e de Aviação foram os que mais se destacaram, contribuindo para o resultado positivo. “Temos equipes técnica e comercial experientes, além de uma rede de parceiros bem estruturada, atentas a cada oportunidade, o que nos permitiu acelerar e modificar alguns processos para crescer”, afirma Jonson Sousa, diretor técnico de Empresas.

O avanço da área também impulsionou mudanças na estrutura, ampliando sua capacidade de fazer negócios e atender a clientes e parceiros. A executiva Francilene Freitas, que atuava como superintendente de Riscos Industriais e Financeiros, passa a responder por Riscos Patrimoniais Locais e Garantia, com o objetivo de promover inovações e crescimento em operações locais.

Bruna Rinaldi, que era responsável pela gerência da área de Energia, assume a Superintendência de Grandes Riscos Globais e RC, com o desafio de elevar o nível de atendimento aos negócios de riscos industriais globais, atraindo novas oportunidades.

A movimentação incluiu ainda a promoção de Cecília Luz Correa para a posição de gerente de Grandes Riscos Globais. “As mudanças resultam do excelente trabalho de toda equipe e representam um reconhecimento ao esforço em um ano desafiador”, destaca Sousa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.