‘Brinquedo de gente grande’ também precisa de seguro

0
162

O nome parece uma brincadeira: Toy Insurance. Na tradução livre, ‘seguro para brinquedos’.  Trata-se de um seguro criado para cobrir veículos para atividades de lazer, que não estão cobertos por uma apólice tradicional de seguro de autos. Entram nessa lista os já citados jet skis e  triciclos, e também quadriciclos barcos, trailers, automóveis colecionáveis, motocicletas e motos de neve.

Carrinhos de golfe também estão na lista; para dar um parâmetro, o número de crianças feridas por esses carrinhos anualmente nos EUA ultrapassa 6.500, de acordo com um estudo realizado pela Academia Americana de Pediatria. E mais de 50% dessas lesões acontecem em crianças de 12 anos ou menos.

“Como eles costumam ser usados ao ar livre, atingindo um certo nível de velocidade, podem causar danos potenciais à vida e à propriedade, sem falar também em roubos ou até mesmo estragos de situações como incêndios”, explica Tiago Prado, CEO da BRZ Insurance. “Não é porque o uso é recreativo que a proteção pode ser deixada de lado”, completa.

A recomendação faz sentido. Quando se considera os carros colecionáveis, por exemplo, a Secretaria de Segurança do Distrito Federal divulgou que no primeiro semestre de 2018 houve 5.335 casos de furto no DF. No mesmo período do ano anterior, o número havia sido mais alto: 6.392. O índice levou colecionadores a passar a usar até correntes de ferro para evitar que os itens fossem levados por ladrões. E sobre jet skis, há registros de acidentes como colisões, afogamentos e até explosões que chamam a atenção.

Levando todos esses fatores em consideração, a apólice cobre danos à propriedade, a outras pessoas e casos de responsabilidade para proprietários de veículos que se encaixam nas categorias de veículos que não são carros de passeio ou de uso profissional.

O seguro representa duas categorias diferentes de veículos. Os valiosos, como carros de colecionadores e motocicletas customizadas, e os recreativos, como barcos, motos de neve e jet skis. As coberturas e limites são baseados na funcionalidade de cada um deles e nos riscos envolvendo as atividades em que é utilizado.

Vale lembrar que nem todos esses veículos estão nas mesmas categorias. A motocicleta, para alguns, pode ser o único meio de transporte, o que a levaria a ser segurada de forma diferente de motos off-road ou motos customizadas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.