D&O e E&O? A Tokio Marine ajuda a explicar as diferenças entre os dois

0
185

Não é de hoje que os seguros D&O (Directors and Officers) ou RC Executivo, e E&O (Errors and Omissions) ou RC Profissional, são vistos com outros olhos por um número cada vez maior de empresas e profissionais, das mais diversas áreas.

Mas você sabe a diferença entre eles? A Tokio Marine esclarece suas dúvidas para descobrir qual deles melhor atende à sua necessidade.

RC Executivo ou D&O

Você já ouviu falar naquele seguro destinado aos responsáveis por grandes empresas para proteger seus patrimônios pessoais de condenações ou prejuízos decorrentes de atos cometidos durante a sua gestão? Pois bem, esse é o D&O, produto criado para profissionais com cargos de diretoria, administração, conselho e gerência. O ponto focal deste produto é proteger os executivos no caso de tais decisões causarem prejuízos e danos materiais, corporais ou morais involuntários a terceiros.

Nesse caso, a apólice é contratada pela empresa em benefício de seus profissionais em cargos de alta gestão devido a responsabilidades que eles precisam assumir em função de suas posições de liderança.

Aí você pergunta: e quais as vantagens em contratar esse tipo de seguro? É simples: esse produto tem valor agregado para todo tipo de empresa e seus executivos, oferecendo cobertura para, entre outros: bloqueio e indisponibilidade de bens; despesas como defesas, acordos e indenizações; custos de investigação; e danos morais. É claro que cada apólice depende das coberturas que fazem mais sentido para o executivo, bem como, sua área de atuação.

RC Profissional ou E&O

Esse é o seguro que toda empresa ou profissional liberal precisa para ter tranquilidade no dia a dia de trabalho, já que tem por escopo indenizar o segurado, seja ele pessoa física, jurídica ou autônomo. Sua principal finalidade é cobrir o pagamento referente a despesas de possíveis danos causados por erros, negligência, imprudência ou imperícia na prestação de serviços a terceiros, protegendo empresas e profissionais de eventuais indenizações devidas.

Na prática, esse seguro serve como uma proteção ao profissional liberal no exercício de suas atividades, caso haja eventuais erros que resultem em prejuízo para seus clientes. Por essa característica, esse é um produto que pode ser contratado tanto por uma pessoa física quanto jurídica.

Esse tipo de produto também é feito sob medida e, de acordo com a apólice, pode cobrir, entre outros: danos materiais, corporais e/ou morais; lucros cessantes e/ou prejuízos financeiros; custos de defesa e honorários advocatícios na esfera civil; e proteção do patrimônio contra erros inesperados na prestação da atividade.

Ainda está confuso e precisa de um exemplo prático? Vamos lá! Durante a construção de um empreendimento, o engenheiro responsável comete um erro de projeto, e aquela obra desmorona. Nesse caso, o seguro E&O é o indicado. Porém, se, no mesmo incidente, entende-se que os gestores da incorporadora responsável pela obra também são responsáveis pela queda, falamos no seguro D&O. Agora, ficou mais claro, não é?

Um ponto importante a ser destacado é que ambos os produtos têm como objetivo cobrir a responsabilidade civil diante dos prejuízos causados a terceiros. A grande diferença é que, no E&O, a cobertura é para falhas profissionais, e não de gestão, como no D&O.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.