Dois anos de pandemia: Bradesco Saúde destaca assistência e ações do período

0
485

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Grupo Bradesco Saúde colocou em prática uma série de iniciativas em prol dos 3,8 milhões de beneficiários e da sociedade. Nestes dois anos, foram contabilizados 89 mil internações e 2,2 milhões de exames PCR. Além disso, foram pagos R$ 5,8 bilhões com internações e exames relacionados à Covid-19, de março de 2020 a dezembro de 2021. O número de internações segue em queda. Em março de 2021, chegou ao pico de 2 mil internações em uma semana, enquanto o número atual está abaixo de 100.

A seguradora disponibilizou, desde o início da pandemia, um hotsite sobre o coronavírus – bradescosaude.com.br/coronavirus – com informações que facilitam o atendimento do beneficiário, além de reunir conteúdos úteis para toda a sociedade, como cartilhas que esclarecem as mais diversas dúvidas sobre a doença. Entre os conteúdos mais recentes, estão a cartilha sobre a Síndrome Pós-Covid e uma relação de hospitais e clínicas dedicados ao tratamento dessas sequelas da Covid. A ferramenta já registrou mais de 1,5 milhão de acessos desde seu lançamento.

Meu Doutor Novamed

Com objetivo de ampliar a oferta de cuidados disponíveis aos beneficiários, a rede de clínicas Meu Doutor Novamed oferece o teste rápido de antígeno para Covid-19 sem agendamento. Além de não precisar de marcação prévia, os beneficiários da Bradesco Saúde não precisam mais apresentar laudo médico com o pedido para realizar o teste rápido nas unidades Meu Doutor Novamed. O exame também está disponível para crianças a partir de 5 anos de idade.

Os testes rápidos de antígeno para COVID-19 estão disponíveis em todas as unidades e o atendimento é por ordem de chegada, de segunda a sexta, das 8h às 19h, e sábado, das 8h às 13h.

Com base no modelo de Atenção Primária à Saúde (APS), a rede Meu Doutor Novamed ganhou 12 novas clínicas durante a pandemia, chegando a um total de 27 unidades. As clínicas oferecem consultas eletivas em 16 especialidades, consultas por livre demanda (sem necessidade de agendamento prévio), realizam exames laboratoriais e de imagem, além de cirurgias ambulatoriais. O histórico clínico é disponibilizado por meio do uso de prontuário eletrônico integrado, garantindo qualidade e segurança ao paciente. A Meu Doutor Novamed registra mais de 866 mil atendimentos desde o início de suas operações, em 2015.

A rede de clínicas Meu Doutor Novamed também lançou o Programa Pós-Covid-19, para atendimento especializado aos pacientes que enfrentam as sequelas da doença. Iniciado em três unidades em São Paulo (Paulista, Guarulhos e Osasco), com previsão de chegar também a Rio de Janeiro (Centro, Botafogo e Méier), Porto Alegre e Curitiba, o programa contará com oito clínicas, que foram adaptadas e ganharam espaços e equipamentos de fisioterapia, RPG e fonoaudiologia dedicados ao tratamento do pós-Covid.

Ações para a sociedade

Em paralelo, o Grupo Bradesco Saúde realizou uma série de ações que contribuíram para a prestação de serviços assistenciais à sociedade. Algumas das iniciativas privadas:

– Apoio à reestruturação e adequação de leitos do Hospital do Fundão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reativando 98 leitos de enfermaria para atendimento exclusivo a pacientes com Covid-19.

– Construção do hospital de campanha Lagoa-Barra para pacientes do SUS, liderada pelo Grupo Rede D’Or junto a outras empresas do setor privado. Foram mais de 740 pessoas atendidas em três meses de funcionamento.

– Consórcio com instituições privadas para ativar 50 leitos no Hospital Federal da Lagoa, destinados a atender exclusivamente pacientes do SUS com Covid-19.

– Viabilização de mais de 25 mil testes de diagnóstico da COVID-19, em São Paulo, por meio de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado e o Instituto Butantan para ampliar a capacidade de processamento de exames para diagnóstico da COVID-19 destinados prioritariamente aos profissionais de saúde, que estiveram na linha de frente de atendimento à população.

– Suporte à criação de 56 leitos destinados a pacientes oncológicos e hematológicos do SUS com coronavírus no Hospital das Clínicas de São Paulo, em parceria com a Rede D´Or. Dos 56 leitos, 46 são de internação e 10 de UTI. O aporte financeiro foi realizado para contratação de pessoal especializado e médicos intensivistas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.