Novas perspectivas até o fim do ano

0
200

Com a divulgação dos resultados do segundo trimestre de 2021, o IRB Brasil RE concluiu tendência positiva para os próximos meses. “A companhia prevê que, de forma gradual, a performance dos negócios continuados irá se sobrepor aos descontinuados. Além disso, há projeção de redução da sinistralidade e melhora no índice combinado em relação aos patamares atuais”, conta o CEO interino e vice-presidente Técnico e de Operações do IRB Brasil RE, Wilson Toneto (foto).

O executivo explica que “há um conjunto de ações a fim de gerar e agregar valores importantes para a companhia nos próximos anos.  Outras boas perspectivas para o ano incluem a redução das despesas de retrocessão em razão da menor exposição internacional e riscos catastróficos, maior representatividade da operação doméstica e na América Latina, manutenção da robustez na solidez regulatória e total, bem como a suficiência de cobertura de provisões técnicas e liquidez regulatória. 

Atividades econômicas nacionais que devem gerar boas oportunidades de negócio, como privatizações, concessões e investimentos em infraestrutura, também estão no radar do IRB.    

IRB Brasil RE amplia prêmios emitidos no Brasil e alcança R$ 1,24 bilhão

O IRB Brasil RE registrou R$ 1,24 bilhão em prêmios emitidos no Brasil entre os meses abril e junho. A performance foi quase 7% superior a do mesmo período em 2020, quando a companhia somou R$ 1,16 bilhão. O resultado está em linha com a estratégia da companhia de não renovar os contratos internacionais não lucrativos e focar em oportunidades no país. Os segmentos das atividades nacionais do setor de seguros que mais causaram impacto positivo no resultado do IRN, no segundo trimestre, foram Vida (+42,9%), Rural (+34%) e outros (+34,5%).

A avaliação e limpeza dos contratos no exterior terminou em julho deste ano e a tendência é de que a cada trimestre os resultados sejam menos impactados pelo residual de negócios deficitários. “O nosso foco está concentrado nos principais mercados da América Latina, em particular no Brasil, que reúne boas oportunidades no resseguro que virão por meio do novo marco legal do saneamento, da nova Lei do Gás, do 5G e do seguro para o descomissionamento de plataformas de petróleo”, diz Wilson Toneto.

Redução da sinistralidade

O sinistro retido total do IRB Brasil RE, no segundo trimestre de 2021, foi de R$ 1,658 bilhão, uma redução de 29,1% ante o mesmo período de 2020. A companhia obteve ainda queda da taxa de sinistralidade: de 135,3% para 95,7%, quando comparada com igual período do ano passado. Já na análise comparativa semestral, o recuo foi de 108% para 85%. 

“Quanto menor for este índice, melhor, do ponto de vista da eficiência, é o negócio, pois representa a relação dos sinistros ocorridos nas atividades com os prêmios ganhos no período correspondente, impactando o resultado final do desempenho operacional da empresa”, explica Wilson Toneto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.