Mulheres lideram o mercado de seguros no Brasil

0
66

A pandemia tem exigido adaptação, organização e olhar afetivo, características muito marcantes nas mulheres e que, nesse momento, se tornam ainda mais importantes no mercado de seguros. São habilidades necessárias para o processo de desenvolvimento das pessoas e para o entendimento do outro.

Essa é parte da explicação para que o universo da corretagem de seguros tenha, hoje, um cenário muito mais favorável à participação das mulheres. Atualmente, elas são a maioria em um setor que foi, durante muito tempo, predominantemente masculino. Hoje, as mulheres respondem por 55% da mão de obra no mercado de seguros, segundo dados apontados no último estudo “Mulheres no Mercado de Seguros no Brasil”, realizado em 2019 pela Escola Nacional de Seguros (ENS).

A diretora comercial da Porto Seguro, Eva Miguel, entende que as corretoras de seguros têm exercido a função com habilidade e, por isso, inspira confiança. “Muitas vezes, segundo pesquisas de mercado, a profissional consegue intensificar os resultados, principalmente no contato com outras mulheres e, por isso, há uma alta predisposição no negócio feito entre o público feminino”, diz Eva.

A executiva afirma ainda que muitas mulheres têm compartilhado suas experiências e ideias, sendo bastante assíduas nas pautas disponibilizadas a todos. “Temos visto cada vez mais mulheres participando desses processos de aprendizado e dedicando muito do seu tempo para aprender e conhecer. A mulher costuma ser curiosa, então quando você oferece conteúdos e informações, ela demonstra muito interesse”, afirma.

Por acreditar no potencial do perfil feminino para o mercado de seguros, Eva se declara incentivadora do aumento de mulheres no setor. “O resultado é claro quando observamos que o número de corretoras cadastradas na Porto Seguro hoje representa 30% dos profissionais parceiros da companhia”, diz. “Os corretores homens têm feito um excelente trabalho conosco. A chegada das mulheres democratiza ainda mais o setor e traz uma visão diferente”, completa.

Mulheres e o consumo de seguros

Com a sobrecarga das profissionais na maioria dos lares brasileiros, que se desdobram entre afazeres domésticos, cuidar das crianças e viver a rotina de trabalho, as mulheres consumidoras dão muita importância para serviços que oferecem comodidades, facilidades e conveniências. “Dispor de um produto que ofereça serviços para a residência, automóvel e saúde, por exemplo, pode aliviar a preocupação com o dia-a-dia e toda a sobrecarga”, explica a diretora da Porto Seguro.

Por isso, a dica que Eva dá para os corretores que vão oferecer um produto para mulheres é, antes de mais nada, observar suas reais necessidades e, dessa maneira, aliar as oportunidades com o perfil dessa cliente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.