Porto Seguro inova com cobertura de seguro celular para transações digitais e Pix

0
164

A Porto Seguro amplia seu leque de soluções com o lançamento de uma nova cobertura para o seguro de celular. A novidade garantirá a proteção das transações financeiras realizadas indevidamente (por terceiros) em caso de roubo ou furto dos aparelhos segurados.

O valor do limite escolhido deve ser mencionado no momento da contratação do produto e constará na apólice. A cobertura servirá para transações indevidas realizadas por meio de cartões de débito e crédito cadastrados nas carteiras digitais, além de transações realizadas via PIX e pagamento de boletos. Para quem já é cliente Porto há desconto de até 10% na contratação (5% para clientes Porto + 5% no Cartão Porto Bank), parcelado em até 12x sem juros.

“Seguindo a máxima do Todo cuidado é Porto, a nova cobertura para Transações Digitais e Pix nasce para garantir que movimentações financeiras indevidas a partir do roubo do aparelho estejam cobertas pelo seguro celular. Queremos com isso ir além da cobertura do aparelho e promover mais tranquilidade aos nossos clientes, protegendo também suas finanças. A Porto Seguro é uma das poucas seguradoras que oferecem essa cobertura, o que torna o Seguro Celular da Porto Seguro um produto ainda mais completo e atrativo. A proteção que já contemplava roubo, furto simples e quebra acidental, está agora mais completa, indo além do aparelho e ajudando o cliente no momento crítico”, salienta Jarbas Medeiros, Diretor de Ramos Elementares e Vida da Porto Seguro.

De acordo com o último censo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em outubro de 2023, o Brasil conta uma população de 203 milhões de habitantes. Mas o que surpreende mesmo é quando se olha para o número de aparelhos celulares registrados no país até novembro do ano passado: 253,9 milhões, conforme levantamento da consultoria Teleco. O fato é que, diante de um terreno tão fértil, os roubos e furtos acabam tomando uma dimensão igualmente grandiosa.

Ainda, de acordo com o Fórum de Segurança Pública, quase 1 milhão de celulares foram roubados ou furtados no Brasil em 2022, o que daria uma média de 114 celulares por hora, ou 19.152 por semana, um crescimento de 16,6% se comparado a 2021 (852.991). Em torno de 60% dos furtos acontecem à noite e em vias públicas, entre quinta e domingo. Entretanto, além dos roubos e furtos de aparelhos, há ainda outra implicação: os roubos digitais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.