Seguro de Moto acompanha aquecimento da indústria de duas rodas

0
255

Mais de 30 milhões de motocicletas circulam no Brasil, o que, em proporções, significa uma unidade para cada sete brasileiros. Os indicadores colocam o país como o 6º maior produtor mundial de motos. Divulgados pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas e Similares), os dados refletem um comportamento cada vez mais recorrente: a adoção dos veículos de duas rodas como um meio de transporte diário entre os brasileiros. A Allianz, líder em seguro de Moto no país, sente os reflexos desse cenário.

Entre janeiro e outubro de 2022, segundo a Abraciclo, foram emplacadas 1.106.523 motocicletas, volume 18% superior ao registrado nos dez primeiros meses de 2021. No mesmo período, a Allianz registrou uma alta de 30,3% em Prêmio Emitido Líquido (faturamento) nesta carteira em comparação com janeiro a outubro de 2021.

“Alguns fatores têm sido determinantes para que a população opte pelas motos. Destacam-se a adoção da motocicleta como uma ferramenta mais ágil por quem trabalha com delivery, serviço que expandiu nos últimos anos, e sobretudo a possibilidade de gastar menos diante da escalada no preço dos combustíveis”, analisa David Beatham, diretor executivo de Automóvel, Massificados e Vida da Allianz Seguros. “O uso individual da moto também cresceu após a covid-19, quando, durante a fase mais crítica das restrições de circulação, a motocicleta passou a ser vista como um meio de locomoção mais seguro em comparação com ônibus e metrô”, lembra.

A região Sudeste liderou a adesão ao seguro de Moto no período analisado, com 48% dos prêmios emitidos. Na sequência, aparecem Nordeste (23,7%) e Sul (16,2%). A contratação do seguro foi feita majoritariamente pelo público masculino, na faixa-etária de 34 a 40 anos de idade.

De acordo com David Beatham, a expectativa é que a procura pelo seguro de Moto siga em alta, considerando que o mercado projetava fechar o ano de 2022 com 1,4 milhão de motocicletas produzidas. “É um número bastante expressivo e que continuará impactando na nossa indústria, pois as motos necessitam de um seguro da mesma forma que um automóvel. A apólice funciona como uma ferramenta para garantir esse bem que foi conquistado e que, muitas vezes, também é utilizado como principal ferramenta de trabalho”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.