SulAmérica começa 2021 com sólido desempenho operacional

0
88

No primeiro trimestre de 2021, a SulAmerica alcançou um aumento líquido de 134 mil beneficiários na comparação com dezembro do último ano, tendo desenvolvido e acelerado iniciativas em tecnologia, inovação, cuidado coordenado, retenção de clientes e principalmente ações que reforçam a parceria com os seus mais de 36 mil corretores de seguros. Em relação ao mesmo período do ano anterior, foram incluídas quase 400 mil pessoas nos produtos de saúde e odonto. “Lançamos novos produtos, em novas regiões, e reforçamos nossas estruturas comerciais, aproximando ainda mais nosso atendimento comercial e os corretores de varejo dos negócios, o que deve trazer maior agilidade”, aposta Ricardo Bottas (foto), diretor-presidente da SulAmérica.

Os avanços nesses segmentos, somados ao crescimento consistente de contribuições e portabilidade em previdência privada, com reservas que já se aproximam dos R$10 bilhões, impulsionaram as receitas operacionais, que totalizaram R$ 5,2 bilhões, um aumento de 5,4% em relação ao mesmo período de 2020. A companhia registrou ainda sólido desempenho operacional com margem bruta de R$484,6 milhões (+21,5%) e EBITDA ajustado de R$146 milhões (+34,9%).

Em paralelo aos esforços prioritários para garantir total suporte à crise sanitária sem precedentes na história recente, a SulAmérica, como gestora de Saúde Integral, foi capaz de acelerar sua transformação digital, e também cultural. “Estávamos preparados para este momento desafiador, cujos custos assistenciais apenas com a pandemia somaram mais de R$410 milhões no primeiro trimestre de 2021 e R$ 1,3 bilhão desde o início da crise, preservando e garantindo nossa operação e principalmente, garantido e protegendo nossos beneficiários e suas famílias, mesmo em um cenário adverso. Reforçamos nossos canais digitais e chegamos a quase 1 milhão de atendimentos digitais desde janeiro de 2020, principalmente por meio da telemedicina, sendo mais de 300 mil apenas neste primeiro trimestre de 2021. Com isso somos a empresa que mais atende beneficiários via nosso aplicativo e website”, comenta Bottas.

Este início de 2021 marcou o fortalecimento ainda maior da integração ESG na companhia, com o avanço de iniciativas que ampliam a inclusão e acesso à saúde, com a oferta também de produtos mais acessíveis. Destacamos a evolução da linha de produtos regionais – o SulAmérica Direto – que vem crescendo de maneira significativa desde o fim de 2020. “Neste período, lançamos o Direto Joinville e já atingimos 26 mil beneficiários em todos os produtos da linha Direto já lançados, que buscam promover maior acesso”, destaca Bottas.

Em continuidade ao processo de expansão em regiões estratégicas, em março, anunciamos mais um acordo para aquisição da carteira de planos de saúde da Santa Casa de Ponta Grossa, no estado do Paraná, que, quando concluída, adicionará cerca de 25 mil beneficiários ao nosso portfólio de saúde. “Foi a primeira aquisição por meio da Paraná Clínicas e o movimento evidencia nosso foco em aproveitar oportunidades inorgânicas no processo de penetração em novos segmentos no setor de saúde suplementar assim como nossa consolidação no segmento em que tradicionalmente atuamos”, diz Bottas.

Em saúde financeira, o desempenho da companhia também se destacou neste início de 2021. A parceria com a Óramaestá avançando a passos largos, com uma adesão importante dos corretores no programa de indicação para a plataforma: já são quase 3 mil corretores cadastrados e aptos para indicar potenciais clientes. “Facilitar o acesso e ajudar a democratizar investimentos no Brasil abrirá novas possibilidades para nossos clientes, além de gerar muitas oportunidades para nós e para nossos corretores e parceiros de negócios”, pontua Bottas. Ao mesmo tempo, a SulAmérica Investimentos retomou o crescimento nos ativos sob gestão, que somaram R$45 bilhões, mantendo sua posição de destaque entre as 5 maiores gestoras independentes do país.

Em seguro de vida, a SulAmérica, ciente de sua responsabilidade neste momento, continuou com a cobertura voluntária de sinistros relacionadas àCOVID-19, suportando quase 700 casos apenas no primeiro trimestre de 2021 e mais de 1.600 desde o início da pandemia em março de 2020, o que naturalmente impactou a rentabilidade do segmento tanto em 2020 quanto nos primeiros meses de 2021. A expectativa da companhia é retomar níveis normais e recorrentes de rentabilidade para esse portfólio à medida que a situação da pandemia esteja controlada, principalmente a partir do avanço do processo de vacinação no país.

Mesmo em um contexto de incertezas, a SulAmérica, neste primeiro trimestre de 2021, demonstrou mais uma vez resiliência operacional. O lucro líquido da companhia foi de R$ 54 milhões, uma redução de 22,8% na comparação com igual período no ano passado, redução esta concentrada no aumento dos impactos tributários neste período. O lucro antes dos impostos atingiu R$ 114 milhões, aumento de 31,5% em relação ao ano anterior.

A Companhia segue com foco contínuo na busca por aumento de eficiência e produtividade, com rigor na gestão dos custos e despesas, ao mesmo tempo em que continua com importantes investimentos em iniciativas e projetos estratégicos relacionados, principalmente, ao cuidado coordenado, lançamentos de novos produtos e à transformação digital, fundamentais para o crescimento e sustentabilidade das operações.

“Seguimos determinados em evoluir nossos processos e manter investimentos permanentes em tecnologia e inovação. A partir de uma visão que busca complementar nossa proposta de valor com produtos de Saúde Integral, combinaremos nosso portfólio de produtos de Saúde, Odonto, Vida, Previdência e Investimento com novas oportunidades de negócios numa visão de ecossistema, nosso foco buscará a melhoria contínua na experiência dos nossos clientes, parceiros e para a sociedade”, conclui Bottas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.