SulAmérica fecha 3º trimestre com crescimento de receita e número de beneficiários

0
36

A SulAmérica  divulgou  seus resultados relativos ao terceiro trimestre de 2020. A Companhia registrou receitas operacionais de R$ 5,1 bilhões no trimestre e R$ 14,8 bilhões no acumulado do ano, crescimentos de 4,5% e 6,2%, respectivamente, impulsionados principalmente pelos segmentos de Saúde, Odonto e Previdência. “Os últimos oito meses foram desafiadores e apresentamos aqui não só mais uma série de resultados operacionais consistentes, como também conquistas relevantes para o nosso negócio, que pavimentam um novo ciclo de crescimento e oportunidades”, afirma Gabriel Portella, presidente da SulAmérica.

Entre os destaques no trimestre estão dois importantes movimentos realizados pela SulAmérica neste ano: a conclusão da venda das operações de Auto e Massificados e a compra da Paraná Clínicas. A conclusão da venda de Auto e Massificados em julho/2020, com um mês de antecedência do originalmente previsto, pelo preço final de R$ 3,2 bilhões, já integralmente recebidos e com o reconhecimento neste trimestre, faz com que tenhamos um resultado líquido não recorrente de cerca de R$ 1,4 bilhão no terceiro trimestre. Já a Paraná Clínicas, cuja aquisição foi finalizada em setembro/2020 por cerca de R$ 400 milhões, adiciona mais de 94 mil beneficiários à nossa base e aproximadamente R$ 200 milhões de receitas anuais, amplia a participação de mercado no Sul do país e traz uma plataforma estratégica para o crescimento na região.

A conclusão dos movimentos estratégicos recentes reforça o posicionamento da Companhia a partir do conceito de Saúde Integral, com soluções voltadas para todos os aspectos da saúde – física, emocional e financeira – dos beneficiários, em todas as fases da vida. “Com uma visão mais ampla e colocando as pessoas no centro do cuidado, estamos fazendo um acompanhamento cada vez mais efetivo, conectado e digital” afirma Portella.

O lucro líquido das operações continuadas da SulAmérica (Saúde e Odonto, Vida, Previdência e Gestão de Ativos) no período foi de R$ 286 milhões, uma alta de 40,1% em relação ao 3T19. Assim como no trimestre anterior, a pandemia e o isolamento social impactaram os resultados da sinistralidade consolidada, que fechou em 75,1%, cerca de 4,2 p.p. menor na comparação com o mesmo período do ano anterior, acompanhando o desempenho no segmento de Saúde e Odonto. Porém, é relevante destacar que já se percebe um movimento de retomada da frequência de procedimentos, tanto eletivos quanto de urgência, estando as frequências cada vez mais próximas dos níveis anteriores à pandemia.

Saúde e Odonto

A companhia concluiu o 3º trimestre com 4 milhões de clientes em Saúde e Odonto. As receitas operacionais neste segmento totalizaram R$ 4,6 bilhões no trimestre e R$ 13,7 bilhões no acumulado do ano, registrando crescimento de 4,1% e 6,6%, respectivamente, em relação aos mesmos períodos de 2019.

Todas as carteiras de planos coletivos apresentaram performance positiva no trimestre, sendo o destaque o segmento de Odonto, com crescimento de mais de 15% nas receitas em relação ao 3T19.

A base de beneficiários dos planos grupais também apresentou um bom desempenho, com crescimento de 7,6% em relação ao 2T20 e de 2,7% na comparação com o 3T19, já considerando os beneficiários da Paraná Clínicas.

Os resultados sólidos, mesmo diante de um cenário desafiador em função dos impactos econômicos da pandemia, demonstram os elevados índices de retenção de clientes da SulAmérica, que se somaram a uma gradual retomada dos níveis de vendas novas em uma forte parceria com os corretores de seguros. “Acreditamos na nossa capacidade de crescimento nos mais diferentes cenários, como tem sido nossa trajetória recente, e seguimos buscando ampliar nossa participação de mercado, sempre equilibrando crescimento com rentabilidade”, afirma Portella.

O avanço das iniciativas de medicina conectada, apoiada no uso intensivo de tecnologia dentro do contexto da pandemia, ainda manteve alto o uso das ferramentas digitais de saúde no último trimestre. Foram realizados aproximadamente 400 mil atendimentos digitais desde o início da pandemia, permitindo não só a assistência remota em relação à Covid-19 como também a realização de consultas eletivas, de emergência e a continuidade de tratamentos em diversas especialidades e terapias.

O nível de satisfação dos beneficiários, medido pela metodologia NPS (Net Promoter Score), tem alcançado níveis de excelência: 80 para o serviço de telemedicina Médico na Tela e 84 para o Cuidado Coordenado, que possui quase 530 mil beneficiários ativos nesta plataforma, com um acompanhamento mais próximo, efetivo e acolhedor.

Vida, Previdência e Investimentos

Com o olhar cada vez mais único para seus 7 milhões de clientes, dos quais 3 milhões clientes de Vida, Previdência e Investimentos, a SulAmérica evoluiu ainda mais no acompanhamento integrado da saúde nos segmentos de proteção financeira. Em setembro passado, foi lançado o serviço de telemedicina de forma pioneira para os clientes de Previdência, assim como o novo produto de Assistência Financeira SOSPrev. Em Vida também foi incluído o serviço Médico na Tela, sem custo adicional para os clientes.

Em Previdência, as reservas totalizaram R$ 8,6 bilhões, apresentando aumento de 11,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O resultado refletiu, principalmente, o saldo positivo de portabilidade líquida no período, notadamente no produto VGBL, que segue em uma trajetória positiva em 2020. As receitas operacionais voltaram a apresentar um bom desempenho após redução observada no 2T20, totalizando R$ 245,8 milhões no trimestre e R$ 605 milhões no acumulado de 9 meses do ano, crescimentos de 17,6% e 11,0%, respectivamente.

Já os resultados de Vida continuaram refletindo os impactos da pandemia, sobretudo no produto de seguro viagem, que foi mais impactado com as medidas de distanciamento social e restrições a viagens. No 3T20, as receitas operacionais do segmento totalizaram R$ 126,4 milhões, redução de 5,2% na comparação com o terceiro trimestre de 2019. No entanto, na comparação com o 2T20, já se percebe recuperação, com aumento de 4,4% nas receitas.

Em relação ao índice de sinistralidade das carteiras de Vida, tanto no 3T20 quanto no acumulado de 2020, houve piora no indicador, principalmente pela redução das receitas com seguro viagem e por conta da cobertura nos seguros de vida de sinistros vinculados a óbitos por Covid-19, incluída de maneira voluntária pela SulAmérica no contexto da pandemia. “Como sempre enfatizamos, a despeito de variações de curto prazo no índice de sinistralidade, a Companhia segue comprometida com o controle do indicador no longo prazo, como tem sido a trajetória operacional nos últimos períodos”, lembra Portella.

A SulAmérica Investimentos, administradora de recursos que está entre as três maiores gestoras independentes do país, continuou sua trajetória positiva, alcançando R$ 46,1 bilhões em ativos sob gestão em setembro/2020, crescimento de 2,7% em relação ao mesmo período de 2019, com a expansão das reservas de previdência (+11,2%) e recursos de terceiros (+1,6%). No 3T20, as receitas operacionais somaram R$ 17,3 milhões, aumento de 2,9% em comparação com o 3T19, principalmente em função de maiores receitas com taxa de administração, que mais do que compensaram a menor receita com taxas de performance, mais impactada pela volatilidade do mercado de capitais nos últimos meses. Este segmento segue apresentando importante oportunidade de desenvolvimento. “Apesar de um momento desafiador e volátil desde o início da pandemia, seguimos confiantes no cenário macroeconômico no Brasil e no mundo. Temos tido cada vez mais oportunidade de oferecer alternativas de investimentos para nossos clientes, com uma oferta maior e mais sofisticada de produtos”, conclui Portella.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.