Tokio Marine adere ao manifesto #NÃODEMITA

0
530

A Tokio Marine aderiu ao manifesto #NÃODEMITA, garantindo a manutenção de mais de dois mil postos de trabalho no Brasil durante o isolamento social para minimizar os impactos socioeconômicos da pandemia de Covid-19. Ao aderir ao movimento, a Companhia também convoca outras empresas a não realizar nenhuma baixa no quadro de colaboradores neste momento de crise.

“Temos uma enorme responsabilidade com a sociedade e o Manifesto #NÃODEMITA está diretamente relacionado com a filosofia do Grupo Tokio Marine de ‘olhar além do lucro’. Neste momento especialmente difícil, é essencial proporcionar aos nossos colaboradores a tranquilidade necessária para que preservem a saúde e continuem exercendo suas funções com segurança”, afirma o presidente da Tokio Marine, José Adalberto Ferrara (foto).

Diante do decreto de pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Tokio Marine adotou um Plano de Contingência de Negócios pelo qual  99% de seus colaboradores estão trabalhando em regime de home office em todo o território nacional. “Além da robusta infraestrutura tecnológica que temos, a compreensão de toda a equipe foi fundamental para aderirmos ao trabalho remoto, atingindo primeiro o objetivo de Cuidar da Saúde de todos, e em seguida, manter a Qualidade do atendimento aos corretores, assessorias e clientes”, destaca Ferrara.

O executivo afirma, ainda, que a colaboração da equipe é fundamental para que a Companhia possa exercer o seu papel cidadão neste momento. “Somos uma empresa socialmente responsável e este olhar íntegro em benefício de toda a comunidade está no DNA da nossa Companhia. Nossos colaboradores sempre souberam que estaríamos ao lado deles, assim como estiveram conosco quando determinamos o modelo de home office, ao qual não houve dificuldade de adaptação. Todos também estão bastante engajados e abertos a apoiar a Tokio Marine no que for possível. Tenho certeza absoluta de que sairemos diferentes e mais fortalecidos dessa crise, social e economicamente falando”, conclui o presidente José Adalberto Ferrara.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.