Aconseg-SP recebe Tokio Marine em seu primeiro encontro pós-pandemia

0
76

A Aconseg-SP (Associação das Empresas de Assessorias e Consultorias de Seguros de São Paulo) realizou seu primeiro encontro presencial pós-pandemia  no Terraço Itália, em São Paulo, recebendo a diretoria da Tokio Marine Seguradora.

Das 37 assessorias associadas à Aconseg-SP, 22 são parceiras da Tokio Marine, sendo 14 na capital e oito no interior do Estado. A seguradora tem parceria com 29 assessorias do estado de são Paulo, responsáveis pelo atendimento a 5.260 corretores de seguros.

“Temos um relacionamento sólido com a Tokio Marine em nossas empresas, é a companhia que melhor entende o trabalho das assessorias. Sempre quando a Tokio fala de corretor ela fala de assessorias, isso parece um detalhe, mas faz toda a diferença. Essa foi a forma que encontrou de toda a companhia se comprometer com o canal de assessorias e esse é um grande diferencial para nós, temos respeitado essa parceria”, declarou o presidente da Aconseg-SP, Helio Opipari Junior (Helinho). “Nesses últimos dois anos passamos por momento importante de aprendizado, mas passamos bem, crescemos o número de associadas, tivemos novas seguradoras entrando no nosso segmento, enxergando como grande oportunidade a parceria, e nós como assessorias crescemos muito em relação ao uso das ferramentas digitais. Com a pandemia aprimoramos a forma de mostrar nossas marcas, tivemos capacitações online para melhorarmos ainda mais nossa comunicação com o mercado e usar as ferramentas para que os nossos corretores possam fazer uma venda melhor para os clientes”, relatou.

O vice-presidente da Aconseg-SP, Jairo Christ, comentou que entre as empresas que compõem entidade, 50% das vendas estão no interior e 50% na capital, remetendo a focar o crescimento especialmente no mercado do interior. “As expectativas das assessorias continuam positivas com relação ao futuro, tanto em relação ao setor de seguros, como para o seu negócio especificamente. Como ilustração, para 2022, estima-se um volume de prêmios de R$ 2,5 bilhões”, disse.

A Tokio Marine é parceira da Aconseg-SP há 11 anos, segundo contou o diretor Comercial da companhia, João Luiz Lima, em sua apresentação. “Iniciamos em 2011 e a missão era crescer dois dígitos a cada ano, para crescer acima da media de mercado. A partir de 2011 começamos a ter um círculo extremamente virtuoso no resultado, crescimento em todos esses anos. Em 2010 tínhamos cerca de 350 mil itens em seguro automóvel, com a limpeza que foi feita da carteira, no próximo mês de maio nós devemos estar comemorando 2 bilhões e meio de itens na carteira de automóvel, e muito se deve à parceria com as assessorias”.

João Luiz contou que na carteira de vida, que a companhia tem ações direcionadas durante todo o ano, a companhia cresceu 11% e as assessorias cresceram praticamente 30%. “Estão de parabéns!”

No primeiro trimestre de 2022 a carteira de auto cresceu 58%, e as assessorias 66%, muito acima da companhia. “O mercado tem feito muitos ajustes, acreditamos que, decorrente de 2021, quando muitas companhias não tiveram resultado muito positivo, elas tiveram que elevar os preços e isso de uma maneira nos favorece. O ponto de atenção é que o mercado de maneira geral não tem crescido em número de itens na mesma proporção do crescimento do prêmio, então aqui tem um ‘rouba monte’, é bom para nós até certo ponto”, explicou. Em vida as assessorias mantêm o crescimento acima da companhia: a companhia 11% e as assessorias 17,8%.

O presidente da companhia, José Adalberto Ferrara, comentou as boas expectativas para 2022, com o mercado tendo “os astros todos alinhados”. “Com Alexandre Camillo na Susep estamos em um ambiente regulatório muito mais controlado, uma tendência de diálogo muito maior com os seguradores, com os corretores. E vemos com muito bons olhos a chegada do economista Dyogo de Oliveira como presidente da CNseg. Estamos alinhados com as entidades para trabalhar pelo desenvolvimento do setor e crescer ainda mais participação no PIB brasileiro”, disse.  E deu um recado aos líderes das assessorias: “Procurem diversificar mais as carteiras, é saudável para os negócios das assessorias e dos corretores, e para nossa seguradora também. Vimos fazendo este trabalho, reduzimos de mais de 70 % para 58% a participação da carteira de automóvel em nosso portfólio, isso não quer dizer que estamos diminuindo, pelo contrário, até porque tivemos excelente crescimento, mas queremos ter um portfólio um pouco mais equilibrado. Não sabemos o futuro da indústria de automóvel, vemos movimento forte de carros por assinatura, por exemplo, e tem oportunidades em tantos segmentos em crescimento no Brasil, é preciso expandir a atuação. Precisamos que vocês, assessorias, que têm esses 17 mil corretores, trabalhem conosco de uma forma alinhada, assim como os astros estão alinhados para a indústria”, finalizou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.