Brasilprev lidera em ativos sob gestão e captação líquida em fundos Multimercado

0
91

A Brasilprev, empresa especialista em previdência privada, fechou 2020 com R$ 311,2 bi em ativos sob gestão, uma evolução de 6% em relação ao registrado em 2019 (R$ 292,3 bi). O resultado foi apresentado nesta semana no balanço anual da companhia, que segue na liderança do setor, com 30,4% do Market share de planos PGBL e VGBL. Ao todo, a companhia conquistou mais de 382 mil novos clientes, totalizando cerca de 2,3 milhões de participantes em seus planos.

Outro destaque apresentado, principalmente pelo momento econômico do país com a taxa de juros mais baixa de sua história, foi o desempenho em captação líquida em fundos Multimercado. A Brasilprev também liderou esse segmento no país no ano passado, captando R$ 11,5 bilhões, fatia correspondente a 23% do volume total do mercado.

“O ano de 2020 foi desafiador para o mercado. Quando acreditávamos que o setor teria um grande desempenho, começamos a sofrer com os reflexos econômicos provocados pela pandemia da Covid-19, e isso fez com que muitos clientes começassem a resgatar os seus investimentos”, afirma a diretora presidente da Brasilprev, Ângela Beatriz de Assis. “E isso exigiu que a empresa trabalhasse de maneira forte na conscientização de que aquele momento iria passar, e que a previdência privada é um grande serviço de planejamento financeiro, com foco no longo prazo, e assim conseguimos reverter este quadro”.

Segundo Ângela, além da manutenção da liderança em ativos sob gestão, o bom desempenho em captação líquida em fundos Multimercado mostra que a empresa está conseguindo desenvolver uma cultura previdenciária junto aos seus clientes.

“O momento econômico do Brasil é outro, e para conseguir transformar o jeito como o brasileiro prepara o seu futuro, é preciso que o brasileiro também mude seus investimentos. E isso passa por uma carteira mais diversificada e uma exposição maior aos riscos. Tanto que lançamos recentemente os planos com o conceito de carteira, com configurações preestabelecidas que favorecem a diversificação das estratégias de acordo com o momento de vida, perfil e objetivo de cada cidadão”, disse ela.

Reservas técnicas superam R$ 300 bi e lucro líquido chega a R$ 912 milhões

As reservas técnicas evoluíram 6,3% em relação ao mesmo período de 2019, totalizando R$ 308,2 bilhões. Quando se comparam os saldos das reservas técnicas com a carteira de investimentos, a disponibilidade da empresa supera em R$ 3 bilhões a necessidade de recursos para a cobertura dos eventos de aposentadoria, invalidez, pensão e pecúlio contratados.

Além disso, o lucro líquido ajustado da companhia acumulado até dezembro de 2020 atingiu R$ 912 milhões. Mesmo abaixo do que foi registrado em 2019, o resultado é observado como satisfatório pela empresa, se considerado o contexto da crise vivida em 2020, em especial a aceleração do IGP-M de 23,1% registrada no ano passado.

“Além de contar com a solidez de acionistas como o Banco do Brasil e a Principal Financial Group, a Brasilprev demonstra através do seu balanço anual a força das suas operações no Brasil”, declarou o diretor de Planejamento e Controle da Brasilprev, Nelson Katz. “E agora, após este ano desafiador, 2021 se inicia ainda com consequências dos isolamentos sociais, mas com boas perspectivas para a retomada da economia. Já se espera a recuperação dos diversos setores afetados pela pandemia, em um ambiente de juros baixos e grande injeção de liquidez por parte dos governos e Bancos Centrais no mundo”, completou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.