Roubo de carga (MG): Buonny evita prejuízos de R$ 70 milhões

0
246

Minas Gerais, que está completando 300 anos, é o Estado com a maior malha rodoviária do país. Justamente por isso, preocupados com a segurança de suas cargas e de seus motoristas, que ficam mais expostos a roubos e acidentes, transportadores e embarcadores investem em tecnologia e serviços especializados para prevenção desses riscos.

Entre as empresas que dão mais segurança ao transporte de cargas no estado está a Buonny, maior gerenciadora de riscos do país, detentora do maior cadastro positivo de motoristas do mercado, possui em Belo Horizonte uma filial dedicada aos clientes do Estado.

Com os serviços de cadastro e consulta de motoristas, monitoramento de viagens com tecnologias de rastreamento e softwares logísticos dotados de inteligência artificial para acompanhamento das operações em tempo real, a filial tem obtido excelentes resultados. Apenas nos últimos quatro meses, a unidade mineira cresceu 110%, com a chegada de novos clientes.

As expectativas para 2021 são extremamente positivas, segundo Percival Tavares, gerente da unidade mineira. “Cresceremos ainda mais no próximo ano, pois o mercado mineiro está entendendo a importância do uso da tecnologia para a prevenção de roubos e furtos de cargas, assim como a necessidade de reduzir riscos de acidentes”, explica. “Inclusive, mesmo com a pandemia, mantivemos o crescimento, pois o transporte não parou em nenhum momento”.

Segmentos e tecnologia

Entre os segmentos econômicos que exigem maior atenção, comenta Percival, estão o alimentício, medicamentos, bebidas, eletroeletrônicos, defensivos agrícolas, vestuário e mercadorias de alto valor agregado. “Sabemos exatamente quais são as regiões com maiores riscos para o transporte e, dessa forma, podemos combater roubos e furtos com maior eficácia. Inclusive, nosso índice de sucesso neste ano é de 99,994%”.

Percival ainda enfatiza a tecnologia de reconhecimento facial como um grande diferencial da Buonny no mercado mineiro. A tecnologia é utilizada no cadastro positivo de motoristas. Dessa forma, a empresa evitou, apenas em 2020, cerca de R$ 70 milhões em prejuízos com cargas de diversos segmentos, que seriam desviadas.

A tecnologia usa a inteligência artificial para detectar se clonadores de documentos estão tentando se passar por motoristas idôneos para carregar as cargas e, então, desviá-las. Assim, é possível evitar milhões de prejuízos para transportadores e embarcadores.

Outro destaque da Buonny é o SGI, um software logístico que permite acompanhar a operação de forma detalhada e em tempo real. Nele, os profissionais de transporte visualizam na tela de qualquer dispositivo com navegador de Internet quantos veículos estão em operação, horários das entregas, localização dos veículos, entre outras informações valiosas para a otimização da frota e das operações e consequente aumento da eficiência logística.

Prevenção

“As empresas estão entendendo, cada vez mais, a necessidade da prevenção e mitigação de riscos”, destaca Percival. “E, com a chegada das festas de final de ano, o mercado fica mais aquecido, e consequentemente aumenta o número de caminhões nas estradas e os riscos de roubos e acidentes, deixando as empresas mais expostas. Porém, estamos preparados e sabemos exatamente como agir e, dessa forma, reduzir os riscos de nossos clientes”.

Ações estratégicas

Além dos furtos e roubos de cargas, a Buonny também atua fortemente para minimizar acidentes. “Também atuamos no mapeamento das regiões com maiores índices de acidentes para trazer soluções para esses números reduzirem”, diz Percival.

Com os serviços e a tecnologia Buonny, o gestor explica que é possível entender melhor a operação e qualificar os motoristas para o aumento da segurança.

“As empresas estão entendendo, cada vez mais, a necessidade da prevenção e mitigação de riscos”, destaca Percival. “E, com a chegada das festas de final de ano, o mercado fica mais aquecido, e consequentemente aumenta o número de caminhões nas estradas e os riscos de roubos e acidentes, deixando as empresas mais expostas. Porém, estamos preparados e sabemos exatamente como agir e, dessa forma, reduzir os riscos de nossos clientes”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.