iPhone 13: 5 coisas que você precisa saber

0
88

Confira as principais mudanças do novo smartphone da Apple e veja, também, como proteger seu celular

A Apple apresentou recentemente sua nova linha de celulares, composta por quatro modelos: iPhone 13, iPhone 13 mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max e destacamos 5 coisas que você precisa saber sobre os novos aparelhos, que chegarão ao Brasil com preços entre R$6.599 e R$15.499.

Além dos quatro novos modelos de celular, a marca também traz ao mercado novos iPads, um novo Apple Watch e o Apple Fitness+, que disponibiliza um serviço de aulas online por assinatura.

Em relação ao iPhone 13, embora tenha um visual parecido ao antecessor, as melhorias anunciadas impactarão – e muito – sua forma de uso. É importante destacar que, com sua chegada, a Apple deixará de vender o iPhone XR. Dessa maneira, o catálogo da marca será composto pelos lançamentos, iPhone 12, iPhone 11 e iPhone SE (2020). 

Continue lendo para saber as principais novidades em relação ao iPhone 13 e também os cuidados para proteger o seu celular. 

iPhone13: o que mudou?

Entre as principais melhorias anunciadas pela Apple e que poderão ser conferidas pelo usuário do smartphone estão:

  1. Mais potência

Como já era esperado, entre os diferenciais do novo modelo está o processador: um A15 Bionic que, segundo a Apple, é 50% mais rápido do que a concorrência – a companhia não deu detalhes sobre os modelos/empresas consideradas nessa comparação. 

O A15 Bionic conta com seis núcleos, dois dedicados a alto desempenho e quatro focados em eficiência energética. Além disso, o motor neural foi melhorado para integrar recursos de IA (Inteligência Artificial).

O novo processador auxilia, também, na otimização da bateria, que fisicamente é maior nos novos aparelhos. 

  • Câmeras

Para quem não resiste a um belo clique, pode se animar: o iPhone 13 chega com um conjunto de câmeras totalmente novo na diagonal e o entalhe que abriga a câmera frontal ficou ligeiramente menor.

A Apple prometeu fotos melhores, em especial as capturadas em ambientes escuros. Segundo a companhia, o sensor principal, tanto do iPhone 13 quanto do mini, é capaz de captar 47% mais luz.

Há novidades também no sensor secundário, que está mais veloz, o que deve contribuir para evitar fotos tremidas. Esse ajuste aumenta a possibilidade de fotografar objetos que se movem rapidamente.

Ainda relacionado às câmeras, o novo modelo conta com uma opção especial para gravar vídeos que vai permitir transições de foco automáticas e “inteligentes”.

  • Bateria

Um clamor dos usuários prontamente atendido pela marca é o tempo de duração da bateria. Segundo a Apple, o processador mais potente do iPhone 13, a tela mais brilhante e a compatibilidade com a conexão 5G não impactarão na autonomia de bateria, que é mais duradoura.

No modelo mini, a expectativa é que o celular possa ficar ligado por uma hora e meia a mais do que seu antecessor. Já no iPhone 13, o ganho estimado é de duas horas e meia em comparação ao iPhone 12.

Segundo o site Tom ‘s Guide – o primeiro a realizar um teste de consumo com as baterias –,  com as quatro variantes dos novos dispositivos os resultados obtidos foram bastante positivos.

  • Armazenamento

E que tal ter mais espaço para armazenar fotos, vídeos e tudo mais o que quiser? A versão padrão do celular conta com 128 GB de armazenamento – o dobro dos 64GB disponíveis até então. 

O usuário poderá escolher ainda modelos com 256 GB e 512 GB. E para quem precisa de mais espaço, a Apple apresenta também uma opção de 1TB – a versão mais cara da linha e que deve ser vendida no Brasil por R$15.499. 

  • Sem carregador

Repetindo o que já aconteceu em 2020, quando lançou o iPhone 12, a Apple reforçou que os novos aparelhos não virão com o carregador de parede e o fone de ouvido na caixa. Já o cabo USB segue incluso. 

A expectativa é que, no Brasil, o carregador possa ser adquirido por R$199 na loja oficial, enquanto os fones de ouvido com fio custam R$219.

Como proteger o meu iPhone 13?

Se você é dono de um smartphone sabe que alguns cuidados são essenciais para proteger o seu investimento. Confira algumas dicas simples para garantir que ele tenha uma vida longa!

  • Capa e película: de acrílico ou borracha, a capinha é fundamental para prevenir danos na carcaça. O uso de película – fosca ou transparente –  oferece uma proteção extra à tela do seu smartphone de riscos em queda ou no próprio bolso. 
  • Olho na temperatura: guardar seu celular em ambientes arejados é outra dica de ouro já que a exposição do aparelho a temperaturas muito altas pode prejudicar o seu desempenho. Por isso, nada de deixar o celular dentro do porta-luvas do carro, sobre a mesa ou em locais com muita iluminação.
  • Seguro: contar com uma proteção para o seu aparelho é fundamental. Uma pesquisa realizada em julho de 2020 pelo site Mobile Time apontou que 61% da população brasileira já foi vítima de roubo de celular. Uma dica para proteger o seu investimento é fazer um seguro para o celular, a fim de evitar problemas em caso de roubos e danos. O serviço é uma boa opção para quem deseja a indenização (parcial ou integral), em caso de prejuízo ao aparelho.
  • Superaquecimento:  atenção redobrada em relação ao aquecimento do aparelho. Bateria acabando muito rápido ou aparelho sempre quente são sinais de que algo não está bem. Desligar o aparelho à noite, diminuir a intensidade de brilho da tela e fechar os aplicativos que não estão sendo usados são algumas dicas para melhorar a performance do aparelho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.