Liberty está no ranking entre as melhores empresas para se trabalhar

0
232

Empresa ficou em 2º lugar na categoria Instituições Financeiras – Seguradoras, mantendo a mesma posição em relação a 2022

Pelo quarto ano consecutivo, a Liberty Seguros celebra o reconhecimento no ranking de Instituições Financeiras – Seguradoras da Great Place to Work de 2023, consultoria que avalia empresas com os melhores ambientes de trabalho em todo o mundo. Este ano, a companhia garantiu o 2º lugar na categoria, mantendo a posição em relação ao ano passado.

Novamente entre as cinco melhores seguradoras para se trabalhar no Brasil, o reconhecimento da Liberty é fruto do trabalho que a companhia vem fazendo nos últimos anos para garantir que todos os colaboradores se sintam seguros e acolhidos, bem como das iniciativas em andamento com foco em inclusão, bem-estar e desenvolvimento dos funcionários.

“Os colaboradores são parte fundamental do que a Liberty é e quer ser no futuro, por isso, é muito gratificante estar, novamente, entre as melhores empresas para se trabalhar no ranking da Great Place to Work de 2023”, comemora a Diretora de Talentos da companhia, Delane Giannetti (foto). “Temos registrado uma performance histórica de negócios, algo que só seria possível com uma estratégia sólida e compromisso diário de todas as áreas. Olhamos para as pessoas de forma holística e valorizamos o desenvolvimento e bem-estar de todos, e continuaremos a operar desta forma para que a companhia seja um lugar cada vez melhor para todos”, completa a executiva.

Bem-estar e crescimento em primeiro lugar

As pessoas sempre foram prioridade para a Liberty, e essa premissa foi mantida entre 2022 e 2023. Cuidar dos colaboradores é indispensável, por isso, a companhia deu continuidade aos projetos implementados em 2020 e lançou ações novas para fomentar o acolhimento e a qualidade de vida para todos os times.

Atualmente, a seguradora tem mais de 40 iniciativas em diversas frentes com esse propósito, como a Happy Friday, que permite aos funcionários fazerem uma jornada mais curta às sextas-feiras, e a extensão das licenças maternidade e paternidade. A Liberty também realiza múltiplas atividades com foco na saúde física e mental dos funcionários.

Outra prática de destaque foi a continuidade do modelo de trabalho híbrido, nos Hubs da empresa, formato lançado durante a pandemia. O modelo promove conexões significativas entre os colaboradores, no formato físico ou digital, e oferece maior flexibilidade para todos os funcionários. Além disso, a seguradora disponibiliza centenas de treinamentos com acesso para todos, como programas de coaching e ações voltadas à capacitação contínua.

Diversidade e equidade de gênero

A Liberty tem uma agenda muito forte e perene de ASG, que guia diversos projetos internos. Um deles é o trabalho em prol da equidade de gênero, com a qual a empresa tem um compromisso de anos. A companhia constantemente fortalece e amplia incentivos, além de dar cada vez mais oportunidades para as mulheres em cargos de liderança. Este é um movimento indispensável, que é refletido no quadro da seguradora: hoje, 51% do quadro de funcionários é feminino e 45% dos líderes são mulheres.

Além disso, a companhia se dedica fortemente aos temas de DEI, fomentando um ambiente cada vez mais inclusivo. Um bom exemplo desse trabalho foi a criação de grupos de afinidade dentro da companhia, que contam com colaboradores que atuam como protagonistas de seus temas e trabalham em planos de ação para tornar a Liberty uma empresa ainda mais igualitária. Atualmente, são cinco grupos: Equidade de Gênero, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência, Gerações e Afro e Etnias.

Em junho deste ano, mês em que é celebrado o Orgulho LGBTQIA+, a empresa promoveu uma palestra com Gabriela Augusto, primeira pessoa trans a ser reconhecida pela Forbes Under 30 e que atua ao lado de grandes organizações do Brasil e do mundo em iniciativas de DEI. Além disso, outra forma que a Liberty encontrou para celebrar essa causa foi a produção do podcast “DEIcast – Não sabia, agora sei”, lançado em 2022. Na temporada deste ano, os episódios foram gravados no estúdio da Fundação Dorina Nowill, referência em inclusão de pessoas com deficiência visual.

A iniciativa é parte de uma ação de letramento do Grupo Liberty Brasil, que traz conteúdos desenvolvidos por especialistas em diversidade para toda a companhia, contribuindo para que o conhecimento seja disseminado. Por meio dele, é possível despertar reflexões voltadas para diversidade, equidade e inclusão, tanto para os funcionários e funcionárias quanto para a comunidade de forma geral.

O trabalho de diversidade, equidade e inclusão na Liberty não se limita à raça, gênero ou orientação sexual. A companhia também avalia ritmos, modelos mentais, faixa etária, entre outros pontos, a fim de olhar para as pessoas de forma ampla.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.