Liberty promove ações internas para fortalecer cultura inclusiva no Mês da Consciência Negra

0
219

Seguradora organizou conversas e palestras para engajar colaboradores e fomentar as causas de diversidade e equidade dentro e fora da empresa

Como parte do Mês da Consciência Negra, a Liberty Seguros realizou diversas iniciativas para os colaboradores a fim de fortalecer ainda mais a cultura inclusiva, diversa e equitativa dentro da companhia. As ações, que foram lideradas pelo grupo de afinidade interno Afro e Etnias e pela área de Talento, visaram engajar as pessoas nas discussões mensais sobre o tema e em outros projetos da empresa com o mesmo foco ao longo do ano.

Os temas de diversidade, equidade e inclusão (DEI) e experiência do colaborador são fundamentais no dia a dia da Liberty que, atualmente, conta com uma série de grupos de afinidade voluntários liderados por colaboradores aliados às causas. Por meio dessas equipes, são conduzidas discussões e iniciativas voltadas às mais diversas questões, como de gênero, pessoas com deficiência, raças e etnias, entre outros, sempre com o objetivo de garantir um ambiente no qual todos tenham oportunidades equitativas e possam ser quem são.

“A Liberty leva todas as causas relacionadas à diversidade, equidade e inclusão muito a sério, por isso, o Mês da Consciência Negra carrega uma importância enorme para nossas discussões com os colaboradores”, explica a diretora de Talentos da Liberty Seguros, Delane Giannetti. “Para nós, é fundamental trazer pessoas que lutam pela equidade racial para dentro da companhia, pois apenas assim seremos capazes de começar a entender a importância dessas discussões para toda a sociedade”, completa.

Projetos do Mês da Consciência Negra

No dia 13 de novembro, a Liberty promoveu uma conversa, em formato híbrido, sobre “Diversidade e Negócios”, que contou com a presença da CEO da seguradora, Patricia Chacon, e de Rachel Maia, presidente do Conselho Administrativo do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Rachel dividiu momentos importantes de sua história, destacando aspectos de força e superação para vencer as barreiras que enfrentou ao longo de sua carreira.

Já no dia 16 de novembro, a companhia realizou uma palestra sobre “A importância da influência do negro para a economia”, com o fundador do movimento Black Money e educador financeiro, Alan Soares. Na ocasião, o especialista compartilhou insights sobre sua jornada e proporcionou uma troca de conhecimentos bastante rica, reforçando a importância da valorização da diversidade e inclusão no mercado de trabalho.

Por fim, no dia 21 de novembro, houve uma oficina de turbantes, mediada pela empreendedora Michelle Fernandes, CEO do Boutique de Krioula, facilitadora e mentora de negócios. A atividade proporcionou momentos de bastante troca de informações sobre a cultura afro e amarrações, além de uma aula sobre a importância simbólica que o turbante carrega. Ações como essas, que ocorrem não apenas em novembro, mas durante todo o ano, permitem que a empresa fortaleça cada vez mais a cultura diversa, equitativa e inclusiva.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.