Liberty Seguros dá 10 dicas para facilitar a comunicação entre corretor e segurado

0
56

A Liberty Seguros acaba de lançar um treinamento voltado para os corretores parceiros da seguradora, chamado “De Humano para Humano”. O objetivo é tornar as comunicações sobre o mercado de seguros mais simples, aproximando o cliente da companhia e do corretor.

A ideia do treinamento é ajudar os corretores a simplificar o vocabulário e os termos usados pelo mercado para os segurados e potenciais clientes. Com ele, a Liberty Seguros não só aproxima esses públicos da seguradora como, também, promove e reforça o investimento na inclusão ao facilitar o entendimento dos produtos e serviços para todos. A iniciativa chega para se somar ao #LibertyAcessível, projeto focado na necessidade de melhoria nas comunicações da companhia para incluir mudanças no vocabulário do mercado e melhorar a acessibilidade das conversas.

O treinamento é dividido em seis capítulos que desafiam o corretor a desbravar todos os temas que a Liberty considera importantes quando o assunto é comunicação. Confira as 10 dicas da Liberty Seguros para um melhor relacionamento do corretor com segurados:

Se questione sobre o seu público

Antes de comunicar ou informar sobre algum produto, serviço ou contrato, seja falado ou escrito, é importante se questionar sobre a pessoa que vai receber esse conteúdo, qual é o nível de conhecimento sobre seguros. Algumas perguntas básicas podem ajudar a esclarecer o discurso: quem? O quê? Quando? Por quê? Como?

Use frases curtas

A utilização de frases curtas e objetivas facilitam a comunicação e evitam ruídos desnecessários. Do contrário, a compreensão pode ficar mais difícil e, muito provavelmente, o cliente não conseguirá fixar todas as informações que foram passadas.

Use voz ativa

A voz ativa passa uma ideia de compromisso e de posicionamento que faz com que o cliente se sinta mais tranquilo e tenha mais confiança. A ordem direta também facilita a compreensão e fixação das informações, colocando sempre o que for mais significativo na frente. A fórmula é: sujeito + verbo + complemento.

Exemplo:

Antes:

Um problema impactou o cliente na data agendada para a instalação do rastreador.

Depois:

O cliente teve um problema na data agendada para a instalação do rastreador.

Use palavras conhecidas

Antes de enviar um material para o cliente ou apresentar um produto ou serviço, é interessante reler e rever o discurso que está sendo produzido, checar se não há palavras complexas que possam ser substituídas, como por exemplo: endosso, congênere, prêmio e etc. Optar por palavras familiares à maioria da população é um bom caminho para uma melhor comunicação.

Utilize tópicos em textos muito longos

Quando se deparar com um texto muito longo, a dica é organizar as principais informações em tópicos para não só facilitar o entendimento e a localização do que precisa ser informado como também eliminar repetições desnecessárias. Para elaboração dos tópicos, usar palavras-chave ou informações importantes para o contexto são opções que sempre podem ajudar.

Use ícones para explicação

Ao explicar coberturas e serviços para o segurado, o corretor pode tentar usar quadros que ajudam a entender a relação entre assuntos, condições ou mesmo consequência de ações. Além disso, o uso de ilustrações para tornar a informação mais visual, podem facilitar a memorização e o entendimento. Se não for possível utilizar quadros ou ilustrações, o corretor pode optar por exemplos que demonstrem a utilização da cobertura.

Substitua o “segurês”

O mercado de seguros utiliza um vocabulário específico para falar sobre produtos, serviços, cláusulas e outros assuntos. O problema é que muitos não conhecem os termos técnicos e as siglas que são usadas e, portanto, o corretor pode evitar tais termos. Tentar usar sinônimos ou descrever o que o termo quer dizer, podem ser bons recursos para facilitar o entendimento.

Explique ou use exemplos

No momento de substituir termos do mercado de seguros por palavras mais conhecidas, caso não seja possível fazer essa troca, o corretor pode explicar o que significa determinado assunto ou usar exemplos, como:

Olá, José. Iremos abrir um processo de indenização pelo sinistro do seu veículo, que é o roubo.

Contextualize antes de informar

O corretor poderá ser mais claro com cada segurado, de acordo com o relacionamento dele junto a Liberty Seguros, se começar a comunicação posicionando-o em qual etapa ele se encontra. Por exemplo:

Olá! Está tudo certo com seu seguro, agora você é um cliente Liberty e poderá usar diversos benefícios do seu seguro e contar com todos os canais de atendimento quando precisar.

Chame pelo nome

Para um atendimento humanizado e personalizado, o corretor precisa ter em mente que está falando com outra pessoa do outro lado, não apenas mais um cliente. Por isso, não há necessidade de muita formalidade, é possível aproximar as pessoas ao focar nos vocativos.

O treinamento completo “De Humano Para Humano” já está disponível na Plataforma de Treinamento da Liberty Seguros, exclusiva para parceiros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.