Pesquisa aponta que mulheres se preocupam mais com seguro de vida que homens

0
639

A preocupação pela qualidade de vida, saúde e demais situações cotidianas sempre foi prioritária na vida das mulheres que pensam, muitas vezes, não só em si, mas também em seus familiares. Houve então uma mudança de comportamento e as mulheres, mais que os homens, identificaram a necessidade de se planejarem para o futuro com cuidado e com a proteção, principalmente após a pandemia. É o que reflete os dados da Rede Lojacorr,  rede de corretoras de seguros independentes do Brasil. Os números demonstraram esse crescimento e adesão ao seguro pelas mulheres em todos os Ramos: auto, massificados, riscos, saúde e vida.

Segundo os dados, houve um crescimento de 34,26% no levantamento geral. Para Luiz Longobardi Junior, diretor de Mercado e Distribuição (CCO) da Rede Lojacorr, esses números mostram que elas estão cada vez mais conscientes de que o seguro é fundamental no planejamento para si e para a família. “Além de trazer mais tranquilidade para viver o hoje, pensando sempre nos contratempos do futuro, as mulheres se planejam, muitas são responsáveis pela renda familia do lar e conseguem administrar esse investimento e, com isso, são atendidas com um leque de produtos específicos, personalizados e voltados às suas necessidades”, afirma.

O Diretor Comercial Nacional Vida da Tokio Marine, Marcos Kobayashi, relata que nos últimos anos, essa realidade foi mais ainda evidenciada. “Observamos que, com o advento da pandemia, houve um aumento da busca por seguros de uma forma geral devido a uma maior conscientização da sociedade sobre a importância do Seguro de Vida para a proteção pessoal, planejamento financeiro e familiar em casos de eventualidades, além de uma maior preocupação com a saúde”, explica.

Entre os destaques dos Ramos de seguros que mais cresceram, estão, principalmente, a adesão ao Seguro de Vida que, somente na Rede Lojacorr, cresceu 64% de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Essa realidade também foi notada pela Tokio Marine Seguradora que, também de janeiro a setembro de 2022, registrou um crescimento de 30,8% em prêmios emitidos líquidos se comparado ao mesmo período em 2021. A faixa etária predominante, do Seguro Tokio Marine Vida Mulher, destinado ao público feminino, é de até 30 anos. “A idade média das seguradas deste seguro atualmente é de 25 anos, mas temos uma distribuição bem homogênea dos 30 aos 60 anos, ou seja, a conscientização alcança todas as idades, perfis familiares e econômicos”, relata Marcos Kobayashi.

Entretanto, enquanto o destaque das mulheres adesão do Seguro de Vida foi maior, entre os homens, houve um aumento menor, um pouco mais de 27%, revelaram os dados da Lojacorr. De acordo com Mariana Palu, Consultora de Seguros e Benefícios da Paluseg, a mulher possui essa grande preocupação em cima do Seguro de Vida “é um ato de amor para nossa família e com nós mesmas, pois traz a tranquilidade e estabilidade para passar momentos difíceis lutando com mais possibilidades de tratamento, uma vez que a indenização pode ser revertida para um tratamento específico, exames e medicamentos, trazendo mais qualidade de vida”, relata.

Mas para atrair as mulheres e chamar atenção aos produtos deste mercado é necessário estratégias. Por um lado, Mariana explica ainda que a maior ferramenta é o papel do Corretor de Seguros, pois tem essa função social, de oferecer um produto que apoie sua segurada no momento em que ela mais precisa. “O objetivo é mostrar que custa pouco para ter uma cobertura de câncer de mama e outras doenças, e que caso aconteça um diagnóstico, essa cobertura fará toda diferença na vida desta segurada”, explica.

Por outro lado, também tem o papel da seguradora em estar antenada nas necessidades e inovações que os produtos devem oferecer. O Seguro Tokio Marine Vida Mulher, por exemplo, conta com cobertura de diagnóstico de câncer feminino, que abrange mama, útero, trompas e ovário, além de permitir a indenização de até 25 tipos de Doenças Graves. Há também cobertura de despesas médicas, hospitalares, odontológicas e reembolso das despesas para o tratamento em decorrência de acidentes, além de diversos serviços gratuitos como a telemedicina, acesso a aplicativos, teleconsultas com personal trainers e nutricionistas, descontos em medicamentos e serviços.

Mais do que mostrar que o Seguro de Vida é indispensável, a consultora também aborda a importância de exemplificar sobre o que ele representa dentro da questão financeira. “O seguro representa estabilidade, pois a segurada irá se preocupar com o tratamento, focar na cura da doença, pois o dinheiro para medicamentos e suprir as necessidades da sua família, mesmo que ela não possa trabalhar, será suprido pelo seguro, uma vez que as mulheres são as provedoras do lar em 46% das famílias brasileiras”, finaliza Mariana Palu.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.