Primeiro semestre tem retomada dos roubos e furtos de veículos

0
59

Os seis primeiros meses de 2021 foram mais violentos do que o semestre anterior, no que se refere ao roubo e furto de veículos, no Brasil. O alerta é do Grupo Tracker, maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país. Entre janeiro e junho de 2021, a companhia registrou crescimento de 8,33% no número de eventos, na comparação com o período de julho a dezembro de 2020.

Os segmentos com alta mais significativa foram Carga (32,27%), Caminhão (25,57%) e Utilitários (15,87%). “Os veículos pesados foram os que tiveram a menor queda no número de eventos durante a pandemia toda, uma vez que praticamente não diminuíram as atividades, pelo contrário, com o aumento da demanda de compras online, produtos de higiene, fármacos e alimentícios, as transportadoras trabalharam mais”, afirma o Diretor Comercial do Grupo Tracker, Rodrigo Abbud.

Já a alta no índice de roubos e furtos dos Utilitários tem duas explicações. Segundo Abbud, “uma parcela está também associada ao aumento da circulação de veículos de médio porte para entregas domiciliares e outra parcela deve-se à volta dos SUVs e pick-ups para as ruas, com a flexibilização da quarentena. Quanto mais carros nas ruas, maior a vulnerabilidade aos criminosos”.

No caso dos segmentos Automóvel e Motocicleta (acima de 200 cilindradas), o Grupo Tracker registrou estabilidade. A queda nas ocorrências, que chegou a -17,63% e -18,92%, respectivamente, na comparação entre o 1º semestre de 2021 e o 1º semestre de 2020, caiu para -3,71% e -1,26%, em relação aos meses de julho a dezembro do ano passado.

“Para os próximos meses, é possível que esse índice volte a subir, já que as pessoas estão voltando para suas rotinas e expondo mais os seus veículos. O Grupo Tracker está atento a todos os passos dos criminosos, para oferecer as melhores soluções para os consumidores minimizarem os riscos da perda de seus bens”, conclui Rodrigo Abbud.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.