Procura por seguro Viagem no Brasil quase triplica

0
443

A demanda pelo produto teve aumento de 55% em 2022, se comparada com o somatório dos anos de pandemia, 2020 e 2021

Seguindo a tendência de alta do mercado de turismo, a procura por seguro Viagem cresceu 167%, com uma arrecadação superior a R$ 901 milhões, no ano de 2022 em comparação com o ano de 2021. Em indenização, o aumento foi de 77% no mesmo período, com o total de R$ 312,1 milhões. Os dados integram o levantamento divulgado pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) que retrata o comportamento do segmento após a pandemia da Covid-19.

A Covid-19 trouxe impactos significativos para o turismo, com a exigência de medidas de isolamento social como forma de evitar o contágio, desencadeando uma crise econômica mundial sem precedentes. Ao consolidar os dados de arrecadação dos dois anos de pandemia, 2022 superou em 55,4% o somatório dos anos de 2020 e 2021. 

AnoArrecadação (R$)Var (%)
2018515.087.4200,0%
2019591.709.39614,9%
2020241.849.584-59,1%
2021337.915.43139,7%
2022901.219.519166,7%

Dos Estados que mais arrecadaram no segmento, São Paulo foi destaque com mais de R$ 685 milhões, seguido pelo Rio de Janeiro, com R$ 71,3 milhões, e Minas Gerais, com R$ 24,4 milhões. A dobradinha da região Sudeste se manteve no ranking de indenizações, tendo São Paulo na liderança, com quase R$ 238 milhões, seguido pelo Rio de Janeiro, com R$ 10,5 milhões, e Paraná com R$ 7,6 milhões.

“Esta alta indica que há consciência por parte de muitos viajantes de que este tipo de seguro deve fazer parte de um bom planejamento de viagem, além de evitar aborrecimentos e despesas com imprevistos, não apenas relacionados à saúde, mas também com atrasos de voo e até extravio de bagagem”, explica o diretor técnico e de estudos da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), Alexandre Leal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.